PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Alemanha deve reduzir pela metade previsão de crescimento para 2019, diz fonte do governo

12/04/2019 12h03

BERLIM/WASHINGTON (Reuters) - A Alemanha deve reduzir pela metade sua previsão de crescimento para 2019, disse uma fonte do governo à Reuters nesta sexta-feira, refletindo a piora da desaceleração liderada por uma recessão no setor manufatureiro.

A fonte disse que o governo, que atualizará sua previsão na próxima semana, agora espera que a economia cresça 0,5 por cento este ano, abaixo da estimativa recente de 0,8 por cento dos principais institutos econômicos da Alemanha. A última previsão do governo em janeiro foi de 1 por cento de crescimento em 2019.

Em Washington, nesta sexta-feira, o presidente do banco central da Alemanha, Jens Weidmann, disse que o crescimento econômico alemão vai desacelerar este ano, à medida que as disputas comerciais e a incerteza do Brexit estão pesando sobre as exportações e a atividade de investimento.

O banco central previu um crescimento de 1,6 por cento em dezembro, mas Weidmann disse que a nova projeção de 0,8 por cento do FMI para 2019 é totalmente plausível, acrescentando que dados recentes sugerem que o crescimento pode estar um pouco abaixo desse número.

O ministro das Finanças da Alemanha, Olaf Scholz, disse em uma coletiva de imprensa conjunta com Weidmann que a economia está perdendo força, mas continua crescendo, com a previsão de que o consumo privado e os gastos do Estado sustentem o crescimento neste ano.

O governo está planejando cortes de imposto de renda no valor de 10 bilhões de euros por ano e incentivos para impulsionar a pesquisa e o desenvolvimento corporativo, no valor de 1,25 bilhão de euros por ano, disse Scholz.

"A política fiscal, como disse o ministro, já é expansionista na Alemanha e estimamos que o impacto da política fiscal no PIB para este ano seja entre 0,25 e 0,5 ponto percentual", disse Weidmann.