PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Crescimento empresarial da zona do euro enfraquece em julho, mostra PMI

24/07/2019 07h32

Por Jonathan Cable

LONDRES (Reuters) - O crescimento empresarial da zona do euro foi mais fraco do que o esperado em julho afetado pelo aprofundamento da contração na indústria, e indicadores antecedentes na pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) publicada nesta quarta-feira sugerem piora no próximo mês.

Isso deve ser decepcionante para autoridades do Banco Central Europeu, que devem sinalizar na quinta-feira um viés de corte de sua já negativa taxa de depósito este ano para tentar impulsionar o crescimento e a inflação.

O PMI Composto preliminar do IHS Markit caiu para 51,5 neste mês de 52,2 em junho, abaixo da expectativa em pesquisa da Reuters de 52,1 e mais perto da marca de 50 que separa crescimento de contração.

"É um cenário bastante sombrio", disse Chris Williamson, economista-chefe do IHS Markit. "As pessoas estão dizendo que esperam que o ano à frente seja mais duro dado o aumento das preocupações geopolíticas, o fato de o Brexit se tornar uma preocupação crescente e o aumento das tensões comerciais."

Williamson disse que o PMI sugere crescimento econômico de 0,2%, ou possivelmente até 0,1% neste trimestre, mais fraco do que a expectativa de 0,3% em pesquisa da Reuters.

O PMI do setor de serviços do bloco recuou a 53,3 de 53,6 em junho, igualando a projeção em pesquisa da Reuters.

Já a atividade industrial contraiu pelo sexto mês e no ritmo mais forte desde o final de 2012. O PMI de indústria recuou a 46,4 de 47,6, abaixo de todas as estimativas em pesquisa da Reuters.

O subíndice de produção despencou a 47,0 de 48,5, no nível mais baixo desde abril de 2013.