IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Peso argentino cai 17,6% na semana em meio à crise financeira

Aumento nos juros é tentiva de conter desvalorização do peso argentino - Getty Images
Aumento nos juros é tentiva de conter desvalorização do peso argentino Imagem: Getty Images

Jorge Otaola e Walter Bianchi

Buenos Aires (Argentina)

16/08/2019 15h52

O peso argentino continuou sua recuperação hoje, embora tenha fechado a semana com forte depreciação, em meio a preocupações de investidores sobre o impacto de novas medidas econômicas tomadas pelo governo, disseram operadores.

A moeda encerrou o dia com um avanço de 4,36%, para 54,60/55,00 pesos por dólar, fechando a semana com uma depreciação de 17,58%. No acumulado do ano, o peso acumula queda de 31,45%.

O peso caiu para uma mínima recorde nesta semana, após o resultado das eleições primárias de domingo, onde a oposição foi vencedora por uma diferença esmagadora.

Em meio à crise financeira desencadeada pela derrota nas urnas, o presidente Mauricio Macri buscou reduzir o impacto social da forte depreciação da moeda local com a eliminação temporária de imposto sobre o consumo de alimentos básicos. A medida é válida até dezembro, quando começa um novo mandato presidencial.

Mais Economia