PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

FMI diz estar totalmente comprometido com conversas com a Argentina

26/09/2019 12h04

WASHINGTON (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional disse nesta quinta-feira que continua totalmente comprometido com as conversas com a Argentina e em ajudar o país a seguir o caminho para o crescimento e a estabilidade a longo prazo.

O porta-voz do FMI, Gerry Rice, disse que seria incorreto dizer que o credor global suspendeu seu relacionamento com a Argentina, como sugeriram alguns relatos da mídia, antes das eleições gerais de outubro.

O porta-voz disse que não há prazo para o FMI liberar seu empréstimo de 57 bilhões de dólares para a Argentina, o maior de todos os tempos, mas disse que não é incomum que as liberações sejam adiadas.

A nova diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, se encontrou com o ministro da Fazenda argentino, Hernán Lacunza, na sede do FMI na quarta-feira, e a equipe do fundo também teve reuniões com Lacunza e sua equipe, disse Rice.

Ele disse que reuniões adicionais estão planejadas para acontecer em Washington durante as reuniões de outono do FMI, a partir de 14 de outubro.

"Continuamos totalmente comprometidos em ajudar a Argentina a seguir o caminho da estabilidade e crescimento a longo prazo", afirmou Rice. "É incorreto dizer que o FMI, de alguma forma, suspendeu o relacionamento com a Argentina."

Rice reconheceu que tem sido difícil encontrar um caminho rápido e se recusou a fornecer qualquer cronograma para uma possível solução ou dar detalhes sobre quais opções estão em discussão.

Ele disse que o FMI, como sempre, está discutindo com as autoridades do país, bem como com outras partes interessadas, incluindo a oposição. Rice disse que a equipe do FMI detectou amplo apoio em todo o espectro político a políticas que garantam estabilidade e crescimento a longo prazo.

(Por Andrea Shalal)