PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

China diz que espera poder chegar a acordo comercial com EUA o mais rápido possível

09/12/2019 09h04

PEQUIM (Reuters) - A China disse nesta segunda-feira que espera fazer um acordo comercial com os Estados Unidos o mais rápido possível, em meio a intensas discussões antes que novas tarifas norte-americanas sobre importações chinesas entrem em vigor no final desta semana.

Pequim espera conseguir um acordo comercial com os Estados Unidos que satisfaça os dois lados, disse o ministro assistente do Comércio chinês, Ren Hongbin, a repórteres nesta segunda-feira.

"Sobre a questão das conversas e negociações comerciais China-EUA, desejamos que ambos os lados possam, com base na igualdade e no respeito mútuo, avançar nas negociações e, considerando os interesses principais de cada um, chegar a um acordo que satisfaça todos os lados o mais rápido possível", disse Ren.

A China e os Estados Unidos estão negociando a chamada "fase um" de um acordo que visa aliviar sua prolongada disputa comercial, mas não está claro se um acordo pode ser alcançado no curto prazo.

A próxima rodada de tarifas de Washington contra produtos chineses está programada para entrar em vigor em 15 de dezembro.

O presidente dos EUA, Donald Trump, exigiu que a China se comprometesse com compras mínimas específicas de produtos agrícolas norte-americanos, entre outras concessões sobre direitos de propriedade intelectual, câmbio e acesso aos mercados de serviços financeiros da China.

O assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse na sexta-feira que os dois lados conversam quase diariamente, mas atualmente não há planos para conversas presenciais ou para uma cerimônia de assinatura entre Trump e o presidente chinês Xi Jinping. [nL1N28G0RA]