PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Economia alemã pode encolher 5,4% este ano por vírus, dizem consultores do país

30/03/2020 10h22

Por Michelle Martin

BERLIM (Reuters) - O surto de coronavírus levará a Alemanha à recessão no primeiro semestre deste ano e poderá resultar em uma contração de até 5,4% este ano, informou nesta segunda-feira o conselho de consultores econômicos da Alemanha.

A Alemanha está em confinamento, com mais de 57 mil pessoas infectadas e 455 mortes pelo vírus. Escolas, lojas, restaurantes e instalações esportivas fecharam e muitas empresas interromperam a produção para ajudar a retardar a propagação da doença.

O painel que aconselha o governo disse que seu cenário básico - no qual a situação econômica se normalizará durante o verão - é de que a economia contrairá 2,8% este ano antes de potencialmente crescer 3,7% no próximo ano.

Os conselheiros disseram que uma curva de recessão em forma de 'V' mais acentuada, com interrupções generalizadas na produção ou medidas de saúde pública mais duradouras, poderá levar a economia a contrair em 5,4% este ano, antes de crescer 4,9% em 2021, em parte devido a efeitos estatísticos.

Outros têm sido mais pessimistas, com o instituto de pesquisa Ifo dizendo que a produção pode cair em até 20% este ano e o Instituto Econômico Alemão afirmando que pode diminuir em 10%.

O painel disse que os governos da zona do euro podem estabilizar as expectativas nos mercados financeiros enviando um sinal claro de que recursos fiscais extras serão disponibilizados imediatamente através de instrumentos existentes, como o Mecanismo Europeu de Estabilidade, se necessário.

(Reportagem de Thomas Escritt)