PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Wall St salta com esperança de redução de bloqueios; JPMorgan dá início a temporada de balanços

14/04/2020 12h13

Por Medha Singh

(Reuters) - Wall Street subia com força nesta terça-feira em meio a sinais de que algumas economias aliviarão os bloqueios causados pelo coronavírus, com os investidores também de olho nos balanços trimestrais do JPMorgan e da Johnson & Johnson em busca de pistas sobre o impacto do surto nas empresas.

Os ganhos iniciais eram amplos, com um salto de 4,3% para a Apple impulsionando alta de 3% no Nasdaq, uma vez que dados mostraram que as remessas de iPhone para a China se recuperaram levemente em março, depois de caírem em fevereiro.

As bolsas de valores dos EUA se recuperaram no último mês, após recuarem mais de 30% em relação a uma máxima recorde de fevereiro, sustentadas por uma série de estímulos monetários e fiscais e sinais iniciais de um pico no número de casos de coronavírus.

No entanto, as empresas do S&P 500 ainda acumulam perda de cerca de 4,7 trilhões de dólares em valor de mercado, e analistas alertaram para uma temporada de balanços difícil, já que grandes bloqueios interromperam a atividade empresarial.

Os lucros do JPMorgan e do Wells Fargo caíram no primeiro trimestre, com os dois bancos reservando bilhões de dólares para cobrir possíveis perdas com empréstimos decorrentes da pandemia.

No entanto, suas ações subiam entre 1,0% e 1,8%, após quedas de 29% e 40%, respectivamente, até agora este ano, conforme a crise da saúde interrompe o fechamento de acordos.

Às 12:12 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 1,39%, a 23.716 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 2,299367%, a 2.825 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 2,99%, a 8.437 pontos.