PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Superávit comercial da zona do euro avança com queda nas importações da China

20/04/2020 08h57

BRUXELAS (Reuters) - O superávit comercial da zona do euro com o resto do mundo cresceu em fevereiro, com um declínio nas importações da China e tabém menor necessidades de energia devido a um clima ameno no inverno.

O superávit comercial de bens não ajustado cresceu para 23,0 bilhões de euros em fevereiro, ante 18,5 bilhões de euros no ano anterior. As exportações aumentaram 1,6%, enquanto as importações caíram 1,0%.

Para a China, que já possuía restrições generalizadas em resposta ao coronavírus em fevereiro, as exportações da União Europeia como um todo foram um pouco menores do que em fevereiro de 2019. No entanto, as importações caíram 8,1%, de acordo com dados do site da Eurostat.

As importações de energia como um todo também caíram 9,6% em fevereiro na comparação com janeiro. Isso se traduziu em importações 10,1% menores da Rússia e queda de 5,9% da Noruega.

O superávit comercial com os Estados Unidos, por outro lado, cresceu 21% no mês, à medida que as exportações aumentaram e as importações diminuíram. O excedente persistente de mercadorias tem sido uma fonte de tensão transatlântica.

Com ajuste sazonal, o superávit comercial da zona do euro também subiu para 25,8 bilhões de euros em fevereiro, ante 18,2 bilhões em janeiro. As exportações subiram 1,8% em relação ao mês anterior e as importações recuaram 2,3%.