PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

China emite 2° tranche de cotas de exportação de combustíveis para 2020

11/05/2020 11h28

Por Chen Aizhu e Muyu Xu

CINGAPURA/PEQUIM (Reuters) - A China emitiu cotas para exportação de 28 milhões de toneladas em combustível refinado, na segunda tranche de liberações para este ano e com poucas mudanças em relação à primeira rodada de cotas, de dezembro, que envolveu 27,99 milhões de toneladas, disseram quatro fontes com conhecimento do assunto.

As cotas foram liberadas na semana passada para cinco empresas estatais-- PetroChina, Sinopec, China National Offshore Oil Corp, Sinochem Group e China National Aviation Fuel Corp, disseram as fontes.

As novas cotas, a maior parte delas para gasolina, diesel e combustível de aviação, vêm em momento em que o consumo doméstico de combustível se recupera de um mergulho na demanda causado pelo novo coronavírus que levou a um excesso de oferta no mercado asiático.

Nenhum agente privado recebeu cotas, embora o governo chinês tenha afirmado em dezembro que daria maior acesso ao mercado para o setor privado.

O governo chinês geralmente emite três ou mais tranches de cotas durante o ano. Em 2019, foram liberadas um total de 56 milhões de toneladas.

As exportações de gasolina da China cresceram 21% no primeiro trimestre na comparação anual, enquanto as de combustível de aviação aumentaram em 6%, à medida que refinarias buscaram aumentar as vendas para mercados externos em meio à fraca demanda doméstica associada a limitações ao transporte e à indústria devido ao coronavírus.

Em separado, a China emitiu suas primeiras cotas de exportação de óleo combustível com baixíssimo teor de enxofre, no total de 10 milhões de toneladas, incluindo pela primeira vez cotas para uma refinaria privada, buscando entrar no mercado de combustível para navios, que adotou uma nova regra global sobre emissões.