PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Membro da Alemanha na diretoria do BCE contesta principal corte de seu país

11/05/2020 08h58

FRANKFURT (Reuters) - Uma participante alemã da diretoria do Banco Central Europeu disse nesta segunda-feira que apenas o Tribunal de Justiça Europeu tem jurisdição sobre o banco central, repreendendo a corte suprema de seu país.

A Corte Constitucional da Alemanha decidiu na semana passada que o BCE abusou de seu mandato com os 2 trilhões de euros em compras de títulos soberanos em vigor desde 2015, e ordenou que o banco central da Alemanha abandone o esquema, a menos que o BCE possa provar sua legalidade nos próximos três meses.

"Continuaremos a conduzir o programa de compras do setor público e o programa de compra de emergência pandêmica, bem como outras medidas de política monetária, de acordo com nosso mandato", disse Isabel Schnabel, membro da diretoria do BCE, ao jornal italiano La Repubblica.

"O Tribunal de Justiça Europeu tem jurisdição exclusiva sobre o BCE e suas ações", acrescentou.

Respondendo à acusação do tribunal alemão de que o BCE estava conduzindo uma política econômica, e não monetária, Schnabel disse que o banco está avaliando continuamente se suas medidas são "adequadas, necessárias e proporcionais".

(Por Balazs Koranyi)

Economia