PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Wall St fecha em alta após se dividir entre esperança sobre reabertura, dados fracos e receio comercial

15/05/2020 17h39

Por Sinéad Carew

NOVA YORK (Reuters) - Os três principais índices de Wall Street fecharam em alta após oscilarem entre ganhos e perdas nesta sexta-feira, conforme investidores se mostraram preocupados com as relações comerciais sino-americanas e confrontaram dados econômicos mais fracos do que o esperado dos EUA com o crescente otimismo de que o alívio das restrições ao coronavírus aumentaria a atividade este mês.

Os dados econômicos pintaram um quadro sombrio nesta sexta-feira. As vendas no varejo e a produção industrial dos EUA mostraram quedas recordes em abril devido às orientações de isolamento social por causa do vírus.

Os números foram divulgados depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, elevou as tensões comerciais com a China ao bloquear o embarque de semicondutores para a chinesa Huawei Technologies por parte de fabricantes globais de chips. As preocupações comerciais fizeram com que o índice Philadelphia de semicondutores caísse mais de 2%.

A China foi rápida em responder com um relatório dizendo que estava pronta para colocar as empresas norte-americanas em uma "lista de entidades não confiáveis", de acordo com o Global Times.

A combinação de tensões comerciais e dados fracos fez com que o S&P 500 caísse cerca de 1,3% mais cedo na sessão, mas durante boa parte da tarde o índice oscilou entre territórios positivo e negativo.

"Temos o nervosismo sobre o comércio com a China, mas no final da tarde o mercado voltou seu foco para reabertura (da economia)", disse John Augustine, diretor de investimentos do Huntington National Bank, em Columbus, Ohio.

"Estamos bem no meio de maio e achamos que esse pode ser o pior dos números econômicos. Há uma chance de que eles comecem lentamente a se tornar positivos", disse Augustine citando medidas da maioria dos Estados para reabrir parcialmente suas economias.

O índice Dow Jones subiu 0,25%, a 23.685 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,392638%, a 2.864 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,79%, a 9.015 pontos.

No entanto, na semana o S&P 500 caiu 2,3%, a maior queda semanal desde a semana finda em 20 de março. O Dow cedeu 2,7% na semana, enquanto o Nasdaq recuou 1,2% --maiores quedas semanais desde a semana encerrada em 3 de abril.

Economia