PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Argentina define preço doméstico do petróleo de US$45 para proteger setor

19/05/2020 08h52

BUENOS AIRES (Reuters) - O governo da Argentina definiu um preço doméstico de referência para o petróleo de 45 dólares por barril nesta terça-feira, em medida que tem como objetivo proteger o setor petroleiro do país, duramente atingido pelos impactos da pandemia de coronavírus e pelos baixos preços globais.

A Reuters havia noticiado em abril que a Argentina tinha planos de estabelecer um preço local mais alto para o petróleo, depois que a demanda pela commodity entrou em colapso no mundo devido ao coronavírus e também no mercado doméstico, devido a uma quarentena nacional decretada em meados de março.

No decreto, o governo do país disse que a decisão deve-se á "drástica queda no preço internacional do barril de petróleo, que causa sérios danos sobre a atividade do setor de hidrocarbonetos nacional".

O petróleo Brent era negociado por volta de 35 dólares por barril nesta terça-feira, recuperando-se levemente de mínimas tocadas em abril.

A Argentina já havia usado um preço local para o petróleo para compensar variações dos preços globais antes-- o que ficou conhecido como "barril criollo".

O país da América do Sul abriga as enormes reservas de Vaca Muerta, uma área de "shale" do tamanho da Bélgica na qual estima-se haver um dos maiores depósitos não-convencionais de hidrocarbonetos do mundo.

(Por Adam Jourdan e Hernan Nessi)