PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Ibovespa avança com otimismo no exterior e menor avaliação de risco político

26/05/2020 11h56

Por Peter Frontini

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa operava com viés positivo nesta terça-feira, endossado pelo otimismo internacional com a reabertura econômica e novas notícias sobre potenciais vacinas para Covid-19, além de uma percepção de menor risco político no ambiente doméstico.

Às 11:50, o Ibovespa subia 1,2%, a 86.690,12 pontos. O volume financeiro era de 9,94 bilhões de reais.

Mesmo após o salto de 4,25% da véspera, sem a referência dos mercados de Nova York, o Ibovespa seguia em alta, em linha com um maior apetite ao risco de investidores globais.

"Os investidores estão com um estado de espírito francamente otimista, propensos a ignorar ou a minimizar os riscos", afirmaram analistas da Levante Investimentos em nota, mencionando a reabertura das empresas e a volta da atividade econômica como principal catalisador da alta.

Também animou o mercado a notícia de que grupo de biotecnologia Novavax entrou na corrida para testar em humanos sua vacina contra o novo coronavírus. A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou na sexta-feira que 10 vacinas experimentais estão sendo testadas em humanos, incluindo a da Novavax.

No Brasil, a bolsa ainda refletia o alívio com a ausência de novas informações que intensifiquem a instabilidade política do país, após divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril.

Após ser acusado de interferir no órgão, o presidente Jair Bolsonaro deu os parabéns à Polícia Federal pela operação deflagrada nesta manhã para investigar supostas irregularidades na área de saúde, que teve como alvo o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), seu rival político.

DESTAQUES

- MAGAZINE LUIZA ON saltava 8,4%. A companhia teve prejuízo ajustado de 8 milhões de reais no primeiro trimestre, mas teve forte aceleração das vendas em abril, com alta de 7% em relação ao ano anterior e o movimento acelerando para 46% no mês de maio até o dia 20. VIA VAREJO ON ganhava e B2W GLOBAL ON avançavam cerca de 6% cada.

- BRADESCO PN registrava recuo de 1,7%, após acumular quase 15% de alta nas últimas quatro sessões. ITAÚ UNIBANCO PN e BANCO DO BRASIL ON caiam 1,5% e 1,3%, respectivamente.

- HYPERA valorizava-se 7,8%, entre as maiores altas do índice. Uma investigação de um comitê independente da empresa encontrou mais de 110,6 milhões de reais em pagamentos indevidos pela companhia que serão ressarcidos pelo empresário João Alves de Queiroz Filho.

- PETROBRAS ON e PETROBRAS PN subiam 0,7% e 0,8%, respectivamente, com o desempenho positivo dos contratos futuros de petróleo.

- No setor aéreo, AZUL PN recuava 3,3% e GOL PN caía 1,1%. A Latam Airlines anunciou nesta terça-feira que entrou com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos, mas as operações do grupo no Brasil, Argentina e Paraguai não estão incluídas no pedido.

- VALE ON perdia 0,8%, diante do recuo do preço do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian, após dados mostraram aumento nos embarques de grandes mineradoras para o país na semana passada, o que aliviou preocupações sobre a oferta da matéria-prima.

Economia