PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Iraque reduz exportação de petróleo em agosto; produção fica abaixo de meta da Opep+

27/08/2020 16h31

Por Alex Lawler

LONDRES (Reuters) - As exportações de petróleo do Iraque têm registrado queda em agosto, segundo dados de agências marítimas e fontes do setor, o que sugere que o segundo maior produtor da Opep está cumprindo os cortes de oferta estabelecidos por um acordo liderado pelo grupo.

Até 25 de agosto, as exportações do sul do Iraque recuaram para 2,63 milhões de barris por dia (bpd), de acordo com dados médios da Petro-Logistics, que monitora embarques de navios-tanques, e do Refinitiv Eikon.

O volume representa uma queda de 40 mil bpd em relação aos números oficiais das exportações do sul do país em julho, de 2,67 milhões de bpd.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados, que formam o grupo conhecido como Opep+, flexibilizaram em 1º de agosto os cortes recordes de bombeamento que vinham promovendo, à medida que a demanda começa a se recuperar da crise do coronavírus.

O Iraque, porém, ainda está reduzindo a produção, pois não cumpriu totalmente sua parcela do acordo nos meses anteriores.

"O Iraque está a caminho de registrar seu maior nível mensal de conformidade (com o pacto) neste ano", disse à Reuters o presidente-executivo da Petro-Logistics, Daniel Gerber.

"No entanto, o país ainda precisa promover cortes adicionais significativos para compensar pelo excesso de oferta dos meses anteriores", acrescentou.

Em julho, o Iraque entregou cerca de 73% dos cortes prometidos, segundo uma pesquisa da Reuters. Usando a cota mais elevada que o Iraque possui por causa da redução gradual dos níveis do acordo Opep+, essa aderência avançou para 106% em agosto, pelos cálculos da Reuters.