PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Crédito emergencial para pequenas empresas já superou R$ 40 bi, diz BNDES

Banco estima que cerca de 52 mil empresas, que empregam mais de 2,3 milhões de pessoas, foram beneficiadas pelo Peac - Bernard Martinez/Folhapress
Banco estima que cerca de 52 mil empresas, que empregam mais de 2,3 milhões de pessoas, foram beneficiadas pelo Peac Imagem: Bernard Martinez/Folhapress

Rodrigo Viga Gaier

Da Reuters, no Rio de Janeiro

08/09/2020 16h47

Mais de R$ 40 bilhões em crédito com garantia do governo federal já foram aprovados dentro do Programa Emergencial de Acesso a Crédito (Peac), operado pelo BNDES, informou hoje o banco de fomento.

Os recursos emprestados as empresas médias e pequenas por instituições financeiras têm garantia do Tesouro, que fez hoje o terceiro aporte de R$ 5 bilhões no Peac, de um total que pode chegar até R$ 20 bilhões.

O BNDES estima que cerca de 52 mil empresas, que empregam mais de 2,3 milhões de pessoas, foram beneficiadas pelo programa criado em junho e que vai até dezembro. O Peac atende empresas que faturaram entre R$ 360 mil e R$ 300 milhões em 2019.

"O programa está sendo capaz de promover acesso ao crédito para as pequenas e médias empresas em todo o país e ajudando para que possam voltar a crescer", disse Petrônio Cançado, diretor de crédito e garantias do BNDES.

Até agora, 43 agentes financeiros são habilitados a oferecer os empréstimos, que vão de R$ 5 mil a R$ 10 milhões. A taxa de juros no programa é de até 1% ao mês e tem carência de 6 a 12 meses. O prazo de pagamento é de um a cinco anos.