PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Wall St sobe apesar de choque de posição de Trump sobre estímulo

07/10/2020 12h22

Por Devik Jain e Sagarika Jaisinghani

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street saltavam nesta quarta-feira, recuperando as perdas da sessão anterior desencadeadas pelo pedido abrupto do presidente norte-americano, Donald Trump, pelo fim das negociações de estímulo fiscal, enquanto a Levi Strauss atingiu uma máxima em quatro meses depois de registrar um surpreendente lucro trimestral.

Todos os principais subíndices do S&P avançavam, liderados por ganhos amplos nos setores de materiais, financeiro, industrial e consumo não essencial.

Um dia depois de Trump dizer que interromperia as negociações com os democratas sobre mais ajuda econômica, o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, disse não estar otimista com a possibilidade de um acordo abrangente ser alcançado, mas acrescentou que o governo Trump apoia uma abordagem mais fragmentada.

"O colapso das negociações de estímulo pré-eleição dos EUA ameaça infligir outra onda de dor econômica aos norte-americanos e restringir uma recuperação que já está desacelerada", disse Art Hogan, estrategista-chefe de mercado da National Securities.

Às 12:18 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 1,59%, a 28.215 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 1,321055%, a 3.405 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 1,31%, a 11.301 pontos.

A Levi Strauss & Co disparava 9,9% após informar que planeja abrir novas lojas, em contraste com as projeções de analistas de que a empresa sofreria com o fechamento de estabelecimentos devido ao coronavírus.

A empresa registrou lucro no terceiro trimestre, contrariando as expectativas de prejuízo.