PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

BRF recebe aprovação da China para retomar embarque de frango da unidade de Dourados

O retorno dos embarques da unidade da companhia está previsto para acontecer nos próximos dias - Por Nayara Figueiredo
O retorno dos embarques da unidade da companhia está previsto para acontecer nos próximos dias Imagem: Por Nayara Figueiredo

23/10/2020 11h21

Por Nayara Figueiredo

SÃO PAULO (Reuters) - A BRF recebeu a aprovação da China para retomar as exportações de carne de frango da unidade de Dourados (MS), que estavam suspensas desde julho em meio a preocupações sobre a pandemia da Covid-19, disse a empresa nesta sexta-feira.

A autorização, que se deu após inspeções realizadas pelas autoridades chinesas, foi publicada no site da Administração Geral das Alfândegas da China (GACC, na sigla em inglês), segundo a companhia.

"A liberação para a retomada de exportações para o país asiático, mercado estratégico para a BRF, reforça o compromisso da companhia com a qualidade de seus produtos e com a saúde segurança dos seus colaboradores", afirmou em nota o CEO da empresa, Lorival Luz.

O retorno dos embarques da unidade da BRF, a maior exportadora de frango no mundo, está previsto para acontecer nos próximos dias, segundo a empresa.

Algumas unidades de companhias do setor foram suspensas pelos chineses após surtos de coronavírus entre funcionários. No entanto, não há nenhuma confirmação científica de que a doença possa ser transmitida por alimentos.

Assim que a proibição foi anunciada, em julho, a BRF afirmou que atuaria junto às autoridades brasileiras e chinesas para reversão da suspensão no menor prazo possível.

Procurado, o Ministério da Agricultura disse à Reuters que a lista de estabelecimentos habilitados para exportação que consta no site da GACC foi atualizada nesta sexta-feira, após auditoria por videoconferência e apresentação de documentos, conduzidas pelas equipes do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal e do Serviço de Inspeção Federal (SIF).

"As autoridades chinesas concluíram que as medidas adotadas pelo Ministério da Agricultura e pelos estabelecimentos foram satisfatórias e adequadas para o atendimento às exigências chinesas", afirmou a pasta em nota.

Atualmente, a BRF possui 15 unidades habilitadas para exportar para a China, sendo 10 de aves, 4 de suínos e 1 de miúdos de suínos.