PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

EUA devem ter criado em novembro menor número de empregos em seis meses

04/12/2020 07h31

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - Os empregadores dos Estados Unidos provavelmente contrataram o menor número de trabalhadores em seis meses em novembro diante do ressurgimento do casos de Covid-19, o que, junto com a falta de mais alívio do governo, ameaça reverter a recuperação da recessão.

O relatório de emprego do Departamento do Trabalho a ser divulgado nesta sexta-feira vai cobrir apenas as duas primeiras semanas de novembro, quando a atual onda de infecções por coronavírus começou.

As taxas de infecção, hospitalização e mortes dispararam, levando alguns economistas a esperar queda no emprego em dezembro ou janeiro diante da imposição de restrições a empresas e consumidores.

"O relatório de emprego de novembro pode ser o último relatório de emprego 'forte' por enquanto até que a vacina esteja amplamente disponível", disse Sam Bullard, economista sênior do Wells Fargo Securities.

A criação de vagas fora do setor agrícola provavelmente chegou a 469 mil no mês passado depois de abertura de 638 mil postos de trabalho em outubro, de acordo com pesquisa da Reuters junto a economistas.

Essa seria a menor abertura desde que a recuperação dos empregos começou em maio e o quinto mês seguido de desaceleração, deixando o emprego com 9,621 milhões de vagas abaixo do pico de fevereiro.