PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Indicada de Biden a conselho econômico diz que pandemia é chance para EUA construírem economia mais justa

28/01/2021 13h04

Por David Lawder

WASHINGTON (Reuters) - As profundas consequências econômicas da pandemia de coronavírus dão aos Estados Unidos a oportunidade de reconstruir uma economia mais justa, disse a senadores nesta quinta-feira a indicada do presidente Joe Biden para chefiar o Conselho de Assessores Econômicos da Casa Branca.

A economista da Universidade de Princeton Cecilia Rouse disse em depoimento preparado para sua audiência de confirmação perante o Comitê Bancário do Senado que a Covid-19 fez com que muitos norte-americanos perdessem a segurança econômica.

"Muitos escaparam de nossa rede de segurança desgastada para a adversidade e a desesperança", disse Rouse. "E as desigualdades estruturais que sempre existiram em nossa economia não apenas foram expostas, mas exacerbadas, com impacto mais devastador do que nunca."

Como chefe do principal órgão consultivo econômico de Biden, ela disse que se concentraria menos nos resultados "médios", que criaram uma economia que se tornou mais desigual.

"Essa análise falha em capturar a experiência de muitas pessoas que ficaram para trás, principalmente pessoas de cor (não brancos). Portanto, uma das minhas prioridades como chair será tentar entender como as políticas afetarão todos aqueles em nosso país, enquanto nos esforçamos para garantir que a economia funciona para todos."

Rouse, 57, seria a primeiro economista negra a presidir o Conselho de Assessores Econômicos. Ela serviu no conselho na administração do governo Obama de 2009 a 2011, os piores anos da crise econômica anterior, e também atuou em um cargo de política econômica da era Clinton na Casa Branca.

PUBLICIDADE