PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

BC britânico vê sinais de recuperação mas reforça perspectiva ainda incerta

18/03/2021 09h09

Por David Milliken e Andy Bruce e William Schomberg

LONDRES (Reuters) - O banco central britânico disse que a recuperação econômica do Reino Unido está ganhando ritmo graças à velocidade das vacinações contra a Covid-19, mas que as perspectivas permanecem incertas, diminuindo as especulações de que pode estar se dirigindo a uma reversão de seu estímulo massivo.

As restrições pandêmicas poderiam ser suspensas "um pouco mais rapidamente" do que o Banco da Inglaterra pensava no mês passado, disse a autarquia nesta quinta-feira após sua reunião de política monetária de março.

"Desde a reunião anterior do Comitê de Política Monetária, as notícias sobre a atividade econômica de curto prazo foram positivas, embora o quanto essas notícias mudaram as perspectivas de médio prazo tenha ficado menos claro", disse o banco central.

A libra enfraqueceu cerca de um terço de centavo contra o dólar com os investidores considerando o anúncio como um sinal de que o Banco da Inglaterra não tem pressa para começar a reduzir seus programas de estímulo

"O tom da reunião permaneceu cauteloso, em linha com a postura adotada por outros grandes bancos centrais no decorrer da última semana", disse Silvia Dall'Angelo, economista sênior do Federated Hermes.

O Banco da Inglaterra está tentando equilibrar o otimismo de curto prazo sobre o programa de vacinação do Reino Unido com a incerteza em relação à escala dos danos econômicos causados pela pandemia, que provavelmente elevará ainda mais o desemprego, e o impacto do Brexit.

Como esperado, o Banco da Inglaterra manteve seu programa de estímulo antes da recuperação esperada da economia britânica ainda este ano, ajudada pelo programa de vacinação.

O banco manteve sua taxa de juros de referência em uma mínima histórica de 0,1%, em linha com as previsões de uma pesquisa da Reuters com economistas.

O banco central também deixou inalterado o tamanho de seu programa de compra de títulos de 895 bilhões de libras (1,25 trilhão de dólares).

A autarquia disse que planeja manter o ritmo de compras de títulos do governo britânico estável em cerca de 4,4 bilhões de libras por semana, mas reiterou que pode desacelerar esse ritmo no futuro.

PUBLICIDADE