PUBLICIDADE
IPCA
+0,31 Abr.2021
Topo

Realização de lucros sobre bancos e Petrobras faz Ibovespa cair

29/04/2021 17h50

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - Um movimento mais abrangente de realização de lucros alvejou ações de Petrobras e de bancos, praticamente zerando os ganhos registrados na véspera e arrastando consigo o principal índice da Bovespa, num dia de noticiário corporativo intenso.

Após ter chegado a abril no azul, experimentando máximas desde fevereiro, o Ibovespa perdeu força, descolando do movimento discretamente positivo de Wall Street, até fechar em baixa de 0,82%, aos 120.065,75 pontos. O giro financeiro da sessão somou 31,6 bilhões de reais.

O Ibovespa vai para a última sessão de abril com alta acumulada de 2,94% no mês.

"O investidor ainda se mostra bastante reticente em se posicionar em ações de bancos e de Petrobras", afirmou Henrique Esteter, analista da Guide, explicando que o otimismo da véspera, após o balanço trimestral do Santander Brasil, não se sustentou.

Os receios dos investidores seguem nos planos político e fiscal. No primeiro, a convocação da CPI da Covid para o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e os ex-titulares da pasta Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello, além do presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, aumentou o temor de consequências políticas para a agenda de reformas.

No âmbito fiscal voltaram a pairar receios sobre possíveis movimentos do governo para ampliar gastos, após o Tesouro Nacional anunciar que o governo central teve superávit primário de 2,1 bilhões de reais em março, melhor que a projeção de analistas, de déficit de 3,1 bilhões.

Segundo profissionais do mercado, esse pano de fundo se sobrepôs ao noticiário corporativo, que teve sequência com os resultados de CSN, Gol, Embraer e Multiplan. A temporada segue nesta noite com os números e Unidas e Fleury.

O pregão também repercutiu o anúncio de reestruturação societária entre Lojas Americanas e B2W e a estreia das ações da Caixa Seguridade.

No plano externo, após um dia positivo em Wall Street sob resultados animadores do Facebook, o mercado se concentra agora nos resultados de Amazon, Twitter e Mastercad.

DESTAQUES

- SANTANDER BRASIL teve declínio de 3,87%, esvaziando boa parte dos ganhos da véspera que vieram na esteira do balanço trimestral. Puxou a fila da correção no setor bancário, com BRADESCO caindo 2,98%, e ITAÚ UNIBANCO cedendo 3,15% e BANCO DO BRASIL caindo 2,2%.

- PETROBRAS teve baixa de 1,34%, com ações de gigantes de commodities alvejadas por realização de lucros. Mas VALE ficou estável.

- LOJAS AMERICANAS teve desvalorização de 5,17%, enquanto B2W subiu 7,69%. Os conselhos das duas empresas aprovaram na véspera a proposta de fusão revelada em fevereiro, o que abre caminho para uma listagem nos Estados Unidos.

- GOL encolheu 1,24%, após reportar prejuízo de 2,5 bilhões de reais, ante perda de 900 milhões de reais no último trimestre de 2020.

- EMBRAER, que teve prejuízo líquido de 90 milhões de dólares no primeiro trimestre, ante perda líquida de 300 milhões um ano antes, retrocedeu 4,31%.

- CSN, que teve lucro líquido de cerca de 5,7 bilhões de reais no primeiro trimestre, perdeu 2,2%. Em relatório, o BTG Pactual classificou os resultados como sólidos e reiterou sua recomendação de compra para a ação. Executivos da empresa disseram em teleconferência que os resultados do segundo trimestre serão melhores que o primeiro e que o grupo iniciou trabalhos para IPO de sua unidade de cimentos.

- MULTIPLAN, que teve lucro líquido de 46,3 milhões de reais de janeiro ao fim de março, queda de quase 74% ano a ano, perdeu 2,17%.

- CAIXA SEGURIDADE ganhou 3,93%, na estreia do braço de seguros e previdência da Caixa Econômica Federal no pregão, após sua oferta inicial de ações (IPO) que movimentou cerca de 5 bilhões de reais.

- ECORODOVIAS subiu 4,55% após vencer o leilão pela concessão da BR-153/414/080/TO/GO, lote pelo qual pagará um total de 1,26 bilhão de reais. Bateu a rival CCR, cujas ações subiram 0,89%.