PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Carrefour diz avançar em tratativas de ajustamento de conduta por morte de João Alberto

Loja do Carrefour em Porto Alegre (RS) onde João Alberto Silveira Freitas, 40, foi espancado até a morte em 2020 - Gustavo Aguirre/TheNews2/Estadão Conteúdo
Loja do Carrefour em Porto Alegre (RS) onde João Alberto Silveira Freitas, 40, foi espancado até a morte em 2020 Imagem: Gustavo Aguirre/TheNews2/Estadão Conteúdo

Paula Arend Laier

Da Reuters

09/06/2021 09h48Atualizada em 09/06/2021 10h20

O Carrefour Brasil comunicou nesta quarta-feira que está avançando nas tratativas com autoridades e associações civis para a celebração de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) envolvendo R$ 120 milhões em razão da morte de João Alberto Silveira Freitas, 40, um cliente negro em uma loja da rede no Rio Grande do Sul, no ano passado.

João foi espancado até a morte em novembro por seguranças que atuavam em uma loja Carrefour localizada no bairro de Passo D'Areia, em Porto Alegre.

De acordo com o varejista, os recursos, que serão desembolsados ao longo dos próximos anos, já estão majoritariamente provisionados pela companhia.