PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Wall St recua com temores sobre juros; tensões sobre Ucrânia têm algum alívio

14/02/2022 11h43

Por Devik Jain e Susan Mathew

(Reuters) - Os principais índices de ações dos Estados Unidos tinham queda em meio a negociações voláteis nesta segunda-feira, devido a preocupações sobre juros mais altos, enquanto comentários de uma autoridade russa aliviaram temores sobre uma possível invasão na Ucrânia.

Sete dos 11 principais setores do S&P 500 caíam no início do pregão, com as ações de energia recuando 2%, refletindo o declínio dos preços do petróleo após a Ucrânia sugerir concessões à Rússia. [O/R]

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, sugeriu ao presidente russo, Vladimir Putin, que Moscou mantenha o caminho diplomático em seus esforços para extrair garantias de segurança do Ocidente, à medida que as tensões aumentam na Ucrânia.

Os comentários pareceram sinalizar uma probabilidade reduzida de iminente ação militar russa, após repetidos avisos dos Estados Unidos de que a Rússia poderia atacar a Ucrânia a qualquer momento.

"A escalada das tensões na Rússia e na Ucrânia ocorre em um momento em que o mercado de ações já está vulnerável, dadas as preocupações com a inflação e o potencial de aperto (monetário) do Federal Reserve", disse George Ball, presidente do Sanders Morris Harris.

"Se um conflito armado entre a Rússia e a Ucrânia for de alguma forma evitado, é provável que haja um rali de alívio de curta duração, mas ainda há muitas preocupações no horizonte para qualquer tipo de movimento mais duradouro de alta nas ações."

Às 12:53 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,74%, a 4.386,15 pontos, enquanto e o Dow Jones caía 0,99%, a 34.394,92 pontos.

O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,22%, a 13.760,52 pontos.

(Por Devik Jain)