PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Ibovespa acompanha recuo em NY com recrudescimento de tensões na Ucrânia

17/02/2022 11h56

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa brasileira recuava nesta quinta-feira, diante de maior cautela nos mercados globais após notícias de embates entre separatistas apoiados pela Rússia e forças do governo ucraniano e de expulsão de uma autoridade norte-americana do território russo.

Papéis de Vale, de mineradoras e de siderúrgicas pressionavam o índice, enquanto Natura era a principal contribuição positiva.

Às 11:45, o Ibovespa caía 0,58 % o, a 114.516,58 pontos, interrompendo uma sequência de sete sessões de alta. O volume era de 7,3 bilhões de reais.

Rebeldes apoiados pela Rússia e forças ucranianas trocaram acusações de que cada um disparou além da linha de cessar-fogo no leste da Ucrânia.

O ocorrido despertou no mercado novos temores de um conflito na Ucrânia, enquanto o desentendimento entre Rússia e países do Ocidente se mantém quanto à veracidade da retirada de tropas russas da fronteira.

Além disso, o anúncio de que a Rússia expulsou o vice-embaixador dos EUA, Bartle Gorman, corroborava o sentimento de aversão ao risco.

O Nasdaq Composite cedia 0,8% em Wall Street, enquanto o S&P 500 e o Dow Jones tinham queda de 0,7% cada.

Na véspera, a ata da última reunião de política do Federal Reserve (Fed), o banco central norte-americano, levou a uma redução da preocupação de investidores sobre potencial alta de juros mais rápida do que o esperado no país. Ainda assim, as discussões no mercado continuam em relação à magnitude da elevação nas taxas a ser adotada em março, de 0,25 ou 0,5 ponto percentual.

Localmente, o noticiário político segue morno, com a pauta fiscal no radar do mercado, enquanto a agenda de dados macroeconômicos para o dia é esvaziada. Presidente Jair Bolsonaro está em visita à Hungria.

DESTAQUES

- VALE ON caía 1,5%, após futuros do minério recuarem novamente na Ásia, em meio a ação regulatória do governo chinês no mercado. Em seu mais recente passo, o planejador estatal do país asiático pediu a alguns comerciantes de minério de ferro que liberem estoques excessivos e restaurem os estoques a níveis razoáveis.

- GERDAU PN cedia 2,6%, USIMINAS PNA perdia 2,3% e CSN ON apontava queda de 2%, com minério de ferro pesando também sobre as siderúrgicas.

- NATURA ON disparava 6,8%, caminhando para sua terceira alta seguida.

- PETROBRAS PN caía 0,6%, assim como ON, à medida que petróleo recuava no mercado internacional com o avanço de conversas entre Irã e EUA sobre um acordo nuclear - o que pode elevar a oferta no mercado internacional por causa da retirada de sanções - sobressaindo-se à elevação de tensões na Ucrânia, que tem efeito contrário sobre o suprimento da commodity. 3R PETROLEUM ON cedia 3,8% e PETRORIO ON perdia 2%.

- TOTVS ON ganhava 1,8%, após a fornecedora de softwares de gestão reportar lucro líquido ajustado atribuído aos controladores de 126 milhões de reais no quarto trimestre, elevação de 45,1% ante igual período do ano anterior, com melhor desempenho operacional.

- EDP ENERGIAS DO BRASIL ON avançava 3%, depois de a elétrica registrar lucro líquido de 809 milhões de reais no quarto trimestre, alta de 15,6% ante o mesmo intervalo em 2020, e anunciar pagamento de dividendos recorde.

(Por Andre Romani, edição Alberto Alerigi Jr.)