PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Ibovespa estende recuperação, apesar de dia instável em NY

16/05/2022 17h47

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa brasileira subiu nesta segunda-feira, engatando a quarta alta consecutiva, com suporte de bancos, Vale e Petrobras, ainda que Wall Street tenha tido sessão sem direção comum.

JBS e Hapvida ficaram entre as principais quedas do índice.

O Ibovespa subiu 1,22%, a 108.232,74 pontos. O volume financeiro da sessão foi de 24,3 bilhões de reais.

"Ibovespa teve sustentação de empresas de commodities e bancos e acabou segurando bem, enquanto lá fora sessão está mais instável", diz Rodrigo Crespi, da Guide Investimentos.

Em Nova York, os principais índices de ações fecharam em direções opostas, com queda do Nasdaq e do S&P 500 e alta marginal do Dow Jones. O mercado norte-americano repercutiu negativamente os dados fracos de atividade na China e seus potenciais impactos globalmente.

A China viu as vendas no varejo e a produção das fábricas surpreenderem analistas em abril com as maiores quedas desde o início de 2020, em meio a lockdowns severos no país. Mesmo assim, o banco central da China manteve a taxa de juros de médio prazo, como esperado. Ao mesmo tempo, a cidade de Xangai definiu planos para o fim do lockdown a partir de junho.

No Brasil, o diretor de política monetária do Banco Central, Bruno Serra, disse preferir um cenário de taxa de juros parada num patamar alto por mais tempo para atingir a meta de inflação, mas que nem sempre isso é possível, em meio a especulações sobre os próximos movimentos do BC no combate à inflação.

DESTAQUES

- VALE ON subiu 3% e CSN ON liderou alta entre siderúrgicas com ganhos de 2,7%, após os contratos futuros do minério de ferro avançarem 3,9% em Dalian, diante de preocupações com a oferta, redução dos estoques e flexibilização de restrições relacionadas à Covid-19 na China.

- PETROBRAS PN ganhou 1%, diante de alta do petróleo. PETRORIO ON caiu 0,1% e 3R PETROLEUM ON cresceu 1,8%.

- BRADESCO PN exibiu alta de 1,7% e SANTANDER BRASIL UNIT evoluiu 2,6%, liderando ganhos entre grandes bancos.

- JBS ON caiu 1,9%, MINERVA ON cedeu 2%. MARFRIG ON avançou 0,4%.

- NUBANK desabou 9,8% em Nova York antes de publicar resultados. A partir de terça-feira, investidores que ainda não podiam negociar ações do banco em bolsa, devido à restrição ligada à oferta inicial de ações (IPO), no final de 2021, serão liberados a vender os papéis caso assim desejem.

- COSAN ON perdeu 1,1%, após anunciar queda de 38,4% no lucro líquido do primeiro trimestre ante mesmo período do ano anterior, em função do aumento nas despesas financeiras em todos os negócios do grupo.

- CEMIG PN apontou valorização de 1,6%, após divulgar crescimento de 245% no lucro líquido entre janeiro e o fim de março, em resultado impulsionado principalmente pelo resultado financeiro.

- ENEVA ON expandiu 5,2%, terceira alta seguida. A companhia divulgou mais cedo os resultados de relatórios de auditoria de reservas e recursos do Campo de Azulão e da Descoberta de Anebá, na Bacia do Amazonas. A empresa havia anunciado resultado trimestral na quinta-feira.

- CYRELA ON escalou 3,5%, ainda que lucro líquido da construtora tenha caído 15,9% no primeiro trimestre.

- IRB BRASIL ON fechou 1,9% no positivo antes de divulgar resultados à noite, enquanto INTER UNIT, que também publica balanço nesta segunda-feira, subiu 1,2%.

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

(Por Andre Romani)