PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

EUA adiam novamente conclusão da análise ambiental de projetos da SpaceX

Fundador da SpaceX, Elon Musk disse em fevereiro que estava "altamente confiante" que aeronave da empresa dele chegaria à órbita da Terra pela primeira vez este ano - Getty Images
Fundador da SpaceX, Elon Musk disse em fevereiro que estava "altamente confiante" que aeronave da empresa dele chegaria à órbita da Terra pela primeira vez este ano Imagem: Getty Images

David Shepardson

Washington, Reuters

31/05/2022 12h27

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês) adiou hoje para até 13 de junho a decisão final de uma avaliação ambiental de uma nova espaçonave da SpaceX e do programa de foguetes Super Heavy em Boca Chica, no Estado norte-americano do Texas.

No final de abril, a FAA já havia estendido a data prevista para uma decisão final até 31 de maio, dizendo que estava "trabalhando para emitir a Avaliação Ambiental Programática final" após vários atrasos. O órgão afirmou no mesmo mês que a SpaceX realizou múltiplas mudanças na solicitação, o que gerou necessidade de análises adicionais.

A conclusão da revisão ambiental não garante a emissão de uma licença de operação do veículo, que depende do cumprimento dos requisitos de segurança, risco e responsabilidade financeira, segundo a FAA.

O fundador da SpaceX, Elon Musk, disse em fevereiro que estava "altamente confiante" que a SpaceX Starship, espaçonave projetada para viagens à Lua e a Marte, chegaria à órbita da Terra pela primeira vez este ano.

Mesmo no "pior cenário", no qual uma declaração completa de impacto ambiental seja necessária ou disputas legais sobre o assunto ameaçassem se prolongar, Musk disse que a SpaceX tem um plano de retaguarda.

A empresa transferiria todo o seu programa Starship para o Centro Espacial Kennedy, em Cabo Canaveral, Flórida, onde a SpaceX já recebeu a aprovação ambiental necessária, de acordo com o bilionário.

Tal movimento causaria um revés de seis a oito meses, acrescentou ele. De qualquer forma, a SpaceX ainda está planejando um lançamento em 2023 do que chama de primeira missão lunar privada do mundo, a bordo de uma nave estelar para dar a volta na Lua e retornar à Terra.

A FAA também divulgou 17.000 comentários nesta terça-feira que mostram preocupações levantadas sobre o impacto do projeto em aves migratórias, espécies ameaçadas e um refúgio de vida selvagem próximo.

A cidade vizinha de Port Isabel, Texas, levantou "sérias preocupações" em uma carta de novembro alertando o "potencial impacto do ruído, vibração e sobrepressão" e pediu à FAA que limitasse o número de lançamentos por ano e restringisse o tempo e as condições em que são permitidos.