PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Musk está 'interessado' em ofertar internet em voos no Brasil, diz Anatel

Presidente Jair Bolsonaro (PL) encontrou Elon Musk para discutir Amazônia - Divulgação/Redes sociais
Presidente Jair Bolsonaro (PL) encontrou Elon Musk para discutir Amazônia Imagem: Divulgação/Redes sociais

Do UOL, em São Paulo

30/05/2022 12h49Atualizada em 30/05/2022 12h55

Após o bilionário Elon Musk, dono das empresas Tesla e SpaceX, fazer uma viagem ao Brasil que culminou na formalização de um plano com o governo para o monitoramento ambiental da Amazônia, o presidente da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), Carlos Manuel Baigorri, disse à colunista Malu Gastar, do jornal O Globo, que o empresário também tem interesse em ofertar internet em voos comerciais no país.

Além da promessa de conectar 19 mil escolas em áreas rurais, Musk e executivos da Starlink também teriam sinalizado a conselheiros da Anatel que vão pleitear autorização para a oferta de internet de banda larga aos passageiros dessa categoria de viagens aéreas.

"Ele se mostrou muito interessado nesse mercado de aviação comercial e perguntou sobre a necessidade de outorga para oferecer internet em aviões comerciais", afirmou Baigorri.

Segundo o presidente da Anatel, a conversa com Musk caminhou no sentido de ele dar explicações esclarecendo como seriam esses trâmites —nesse caso, uma outorga de SLP (Serviço Limitado Privado). Ainda de acordo com o Baigorri, esse procedimento é "bastante simples" e poderia ser concedido em 10 dias úteis.

No mês passado, a Starlink fechou acordo com a empresa Hawaiian Airlines, que prevê a disponibilização do serviço gratuitamente em voos domésticos no território americano e em voos internacionais da companhia para a Oceania e a Ásia.

Dono de uma fortuna estimada pela revista Forbes em US$ 230 bilhões (cerca de R$ 1 trilhão), Musk se encontrou no último dia 20 com o presidente Jair Bolsonaro (PL) no interior de São Paulo. O evento reuniu empresários e integrantes do primeiro escalão do governo federal.

Na ocasião, Bolsonaro disse que críticos "difundiriam mentiras" em todo o mundo a respeito do panorama socioambiental na Amazônia. Ele, porém, não informou que mentiras seriam essas.

"Nós pretendemos, precisamos e contamos com Elon Musk para que a Amazônia seja conhecida por todos no Brasil e no mundo, a exuberância dessa região e como ela é preservada", declarou Bolsonaro a Musk durante evento realizado em um hotel em Porto Feliz.

Bolsonaro também disse que o bilionário poderia "estar preocupado consigo próprio", mas que decidiu, em ato de altruísmo, viajar o mundo em defesa do que o governante brasileiro entende ser a "liberdade".