IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Schnabel, do BCE, diz que mercados podem estar subestimando inflação --Bloomberg

17/02/2023 09h26

FRANKFURT (Reuters) - Os investidores podem estar subestimando a persistência da inflação na zona do euro, disse Isabel Schnabel, membro do conselho do Banco Central Europeu, em entrevista publicada nesta sexta-feira.

Os investidores aumentaram suas apostas sobre até que ponto o BCE elevará os custos dos empréstimos após seus comentários, que sugeriram que Schnabel está contemplando mais altas nos juros do que o mercado precificava.

"Os mercados precificam a perfeição", disse ela à Bloomberg.

"Mas existe o risco de que a inflação se mostre mais persistente do que atualmente precificada pelos mercados financeiros", disse ela.

Os mercados monetários mostravam que os investidores esperam que a taxa de depósitos do BCE chegue a um pico de cerca de 3,85% até o final do verão (no hemisfério norte), em comparação com cerca de 3,70% na quinta-feira, antes de ser cortada novamente.

Schnabel, que é vista como a mais influente entre as autoridades agressivas do BCE, que defendem juros mais altos, também disse que o banco central pode precisar "agir com mais força" se descobrir que a reação da economia ao aperto foi mais fraca do que no passado.

O economista-chefe do BCE, Philip Lane, que frequentemente discorda de Schnabel, listou na quinta-feira uma série de razões pelas quais os movimentos do banco central podem não ser tão eficazes quanto antes, mas argumentou que isso requer uma "mente aberta" sobre passos futuros.

Ele e seu colega Fabio Panetta disseram que muitos dos aumentos de juros anteriores do BCE ainda não foram sentidos pela economia, com este pedindo "pequenos passos" no futuro.

O BCE elevou os juros em 50 pontos-base no início deste mês e anunciou outro aumento do mesmo tamanho para 16 de março, mas manteve a mente aberta sobre movimentos futuros, com a maioria das autoridades esperando outra alta de taxa em maio.

(Reportagem de Francesco Canepa)