IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Crescimento de empréstimos na zona do euro arrefece novamente em meio a desaceleração

27/02/2023 09h23

FRANKFURT (Reuters) - Os empréstimos bancários na zona do euro caíram novamente em janeiro, enquanto os depósitos em dinheiro e líquidos diminuíram pela primeira vez, uma vez que os rápidos aumentos nos juros tiveram grande impacto, mostraram dados do Banco Central Europeu nesta segunda-feira.

O BCE tem elevado os juros em um ritmo recorde, em 300 pontos-base desde julho, e prometeu ainda mais ação na expectativa de que os custos de empréstimos mais altos restrinjam a atividade econômica o suficiente para conter a inflação.

O crescimento dos empréstimos para empresas no bloco monetário de 20 países desacelerou pelo terceiro mês consecutivo, para 6,1%, em janeiro, de um aumento de 6,3% no mês anterior, enquanto o crescimento do crédito doméstico desacelerou para 3,6%, de 3,8%.

Enquanto isso, a medida M1 do BCE de moeda em circulação mais depósitos, um bom indicador de atividade futura, encolheu 0,7%, a primeira leitura negativa de todos os tempos.

“Os esforços de aperto estão tendo um efeito claro na oferta de dinheiro e nos empréstimos do setor privado, o que terá um impacto negativo no crescimento econômico e na inflação em 2023”, disse o economista do ING Bert Colijn. "Consideramos o impacto do ciclo de alta uma desvantagem subestimada para a atividade econômica neste ano."

(Reportagem de Balazs Koranyi)