IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Ações da Petrobras recuam forte após corte nos preços de combustíveis

Sede da Petrobras - Arquivo - Wagner Meier/Getty Images
Sede da Petrobras Imagem: Arquivo - Wagner Meier/Getty Images

Paula Arend Laier

Em São Paulo

28/02/2023 13h37Atualizada em 28/02/2023 14h27

As ações da Petrobras passaram a recuar fortemente nesta terça-feira após a petroleira anunciar corte nos preços da gasolina e do diesel, no momento em que o governo busca soluções para atenuar o efeito da reoneração dos combustíveis na inflação.

Às 13:27, as preferenciais da estatal caíam 2,45%, a 25,51 reais, após terem registrado avanço de 2,9% mais cedo. As ações ordinárias recuavam 3,09%. No mesmo horário, o Ibovespa cedia 0,37%.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou que governo vai detalhar nesta terça-feira "todas as medidas" da tributação de combustíveis após o fim da desoneração.

"Só estamos aguardando algumas definições de fora do Ministério da Fazenda", disse Haddad após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente da Petrobras e os ministros da Casa Civil e de Minas e Energia.

Poucas horas depois veio o anúncio da Petrobras. A redução de preços dos combustíveis pela empresa com uma margem aberta pela atual conjuntura era uma das possibilidades em discussão para compensar a reoneração, disseram fontes à Reuters.

Investidores também estão na expectativa do resultado dos últimos três meses de 2022 da Petrobras, previsto para quarta-feira, particularmente decisões relacionadas a dividendos.