IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

BC britânico pode precisar cortar juros mais cedo do que esperado, diz autoridade

04/04/2023 09h21

LONDRES (Reuters) - O Banco da Inglaterra provavelmente precisará começar a cortar os juros mais cedo do que se pensava, após aumentá-los acentuadamente nos últimos meses em meio a sinais de pressões inflacionárias mais fracas, disse a autoridade Silvana Tenreyro nesta terça-feira.

"Espero que o alto nível atual da taxa bancária exija uma reversão mais cedo e mais rápida, para evitar uma queda significativa da inflação", disse Tenreyro no texto de um discurso que fará na conferência anual da Royal Economic Society em Glasgow.

Tenreyro deu um de dois votos para deixar os custos de empréstimos inalterados em março, enquanto a maioria de seus colegas no Comitê de Política Monetária apoiou uma alta de 25 pontos-base na taxa bancária, para 4,25%, e tem se oposto a aumentos de juros desde dezembro.

Investidores preveem atualmente uma chance de 75% de nova alta de juros de 25 pontos pelo banco central britânico em maio e mais de 50% de probabilidade de outro aumento em agosto.

Mas Tenreyro disse que há sinais de arrefecimento no mercado de trabalho a partir dos dados de crescimento salarial do setor privado, que caíram de forma acentuada nos últimos meses, e ela espera que a inflação caia bem abaixo da meta de 2% do Banco da Inglaterra.

"Com a taxa bancária entrando em território restritivo, acho que uma postura mais flexível é necessária para cumprir a meta de inflação no médio prazo", disse ela.

(Por David Milliken)