IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Índice blue chip da Europa atinge máxima em 22 anos e inflação nos EUA diminui

12/04/2023 14h11

Por Shubham Batra e Amruta Khandekar

(Reuters) - As ações blue chip da Europa atingiram seu nível mais alto em 22 anos nesta quarta-feira, com investidores em busca de papéis de qualidade de megacapitalização e avaliando se o Federal Reserve poderia interromper seus aumentos de juros após evidências de arrefecimento da inflação nos EUA.

O índice blue chip STOXX 50 atingiu seu nível mais alto desde 2001 antes dos dados de inflação, mas caiu desse patamar mais tarde e obteve apenas ganhos marginais no dia.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,13%, a 462,38 pontos, depois de também devolver ganhos iniciais.

Um relatório do Departamento do Trabalho dos EUA mostrou que o índice de preços ao consumidor subiu 0,1% no mês passado, após avançar 0,4% em fevereiro. O núcleo do índice, no entanto, ganhou 5,6% em base anual no mês passado, após subir 5,5% em fevereiro.

Embora os dados tenham alimentado esperanças de uma pausa nos incrementos dos juros, o que levou a uma recuperação nos mercados globais mais cedo, analistas alertaram que o número principal permanece acima da meta do Fed e que o banco central norte-americano provavelmente seguirá em frente com uma elevação de 0,25 ponto percentual na taxa básica em sua reunião de maio.

Autoridades do Banco Central Europeu também expressaram preocupação com a inflação persistente, com o chefe do banco central austríaco, Robert Holzmann, dizendo a um jornal alemão que outra elevação de 0,50 ponto percentual nas taxas de juros pode ser necessária em maio.

Ações imobiliárias sensíveis aos juros registraram os principais ganhos setoriais no STOXX 600 nesta quarta-feira, subindo 1,1%, enquanto viagens e lazer e tecnologia limitaram os ganhos.

As ações defensivas de saúde e serviços públicos foram um grande impulso para o STOXX 50.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,50%, a 7.824,84 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,31%, a 15.703,60 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,09%, a 7.396,94 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,38%, a 27.629,34 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,44%, a 9.278,70 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,20%, a 6.148,92 pontos.