IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

BC da China diz que vai manter liquidez ampla e estabilizará crescimento

14/04/2023 07h48

PEQUIM (Reuters) - O banco central da China disse nesta sexta-feira que manterá a liquidez ampla, estabilizará o crescimento e os empregos e que vai se concentrar na expansão da demanda doméstica, à medida que a economia se recupera após suspender as restrições contra a Covid-19.

O Banco do Povo da China tornará sua política monetária prudente precisa e vigorosa e fornecerá forte apoio à economia real, disse o banco em um comunicado após uma reunião trimestral de seu comitê de política monetária.

"A economia doméstica está mostrando uma tendência de recuperação, mas as bases para a recuperação ainda não são sólidas", afirmou, acrescentando que "manterá uma liquidez razoável e suficiente, manterá um crescimento razoável e estável do crédito e o aumento da oferta monetária e do total de financiamento basicamente em linha com o crescimento econômico."

Dados recentes mostram que a economia da China está realizando uma recuperação gradual, mas desigual, liderada pelo consumo, serviços e infraestrutura, mas a desaceleração da inflação e o aumento da poupança bancária levantam dúvidas sobre a força da recuperação da demanda doméstica.

A economia provavelmente cresceu 4,0% no primeiro trimestre em relação ao ano anterior, acelerando de 2,9% nos três meses anteriores, de acordo com uma pesquisa da Reuters. O governo estabeleceu uma meta modesta de crescimento de cerca de 5% para este ano.

O banco central aperfeiçoará seu mecanismo de transmissão, acrescentando que devem ser feitos esforços para garantir que o apoio financeiro às empresas privadas esteja alinhado com suas contribuições para o desenvolvimento econômico e social.

Também aumentará o apoio ao financiamento inclusivo, desenvolvimento verde, inovação tecnológica e infraestrutura.

A China orientará o desenvolvimento saudável dos negócios financeiros das empresas de plataforma e afastará efetivamente os riscos das empresas imobiliárias, acrescentou o banco central.