IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Engie e Siemens Gamesa apuram causa de avaria em equipamento de parque eólico no Nordeste

06/07/2023 10h22

SÃO PAULO (Reuters) - A Engie Brasil Energia e a Siemens Gamesa afirmaram nesta quinta-feira que estão investigando as causas de uma avaria em uma das pás de um aerogerador de 6,2 MW de potência recém-comissionado no parque eólico Santo Agostinho, no Rio Grande do Norte.

"As causas do incidente, com danos apenas materiais, estão em criteriosa investigação técnica junto ao fornecedor do equipamento", afirmou a Engie em nota enviada à Reuters.

A informação sobre o problema foi publicada antes pelo TC Mover.

A Siemens Gamesa também confirmou à Reuters o incidente na madrugada de quarta-feira. "Nossa equipe detectou que uma das pás de nossa turbina do parque eólico Santo Agostinho... se rompeu", disse.

"A Siemens Gamesa imediatamente iniciou uma investigação interna para determinar a causa raiz deste incidente. Até que a análise seja concluída, não podemos especular sobre a causa do ocorrido", acrescentou.

Segundo a empresa, o modelo do equipamento que sofreu a avaria no parque eólico potiguar é o mesmo que está no foco de uma revisão ampla do negócio de turbinas eólicas da Siemens Gamesa, anunciada em junho, que castigou as ações da Siemens Energy.

A Engie disse ainda que, preventivamente, está conduzindo avaliação detalhada em 13 turbinas em operação e outras cinco em comissionamento -- total de aerogeradores que possuem o mesmo fornecedor da pá sinistrada.

A implantação do Conjunto Eólico Santo Agostinho teve início em 2021 e demanda investimentos de 2,3 bilhões de reais. Ao todo, quando concluído, o empreendimento terá capacidade instalada de 434 MW, com 14 parques eólicos e um total de 70 aerogeradores.

(Por Roberto Samora)