Alibaba anuncia saída de Daniel Zhang da divisão de nuvem, em movimento surpreendente

Por Brenda Goh

XANGAI (Reuters) - O grupo chinês Alibaba disse neste domingo que Daniel Zhang deixará o cargo de sua divisão de nuvem, em um movimento surpreendente apenas dois meses depois que a empresa anunciou que ele deixaria suas funções como CEO e chairman do grupo para se concentrar na unidade de nuvem.

Anteriormente, Zhang ocupava três cargos ao mesmo tempo, chefiando o grupo e também sua unidade de nuvem.

Conforme programado, ele passou o cargo de CEO do Alibaba para Eddie Wu no domingo, que também assumirá o comando dos negócios de nuvem após a saída de Zhang, informou a empresa em um comunicado.

O negócio de nuvem é uma parte importante de uma reestruturação que a gigante chinesa do comércio eletrônico anunciou em março, processo que divide a empresa em seis unidades, cada uma com seus próprios conselhos e CEOs.

O Alibaba disse em maio que pretendia concluir a listagem pública de sua unidade de nuvem nos próximos 12 meses e, no domingo, a empresa disse que continuaria a executar o plano de cisão sob uma equipe separada e ainda a ser nomeada.

"Daniel expressou seu desejo de deixar seu cargo de presidente e CEO do Cloud Intelligence Group", disse a empresa em uma carta interna para a equipe vista pela Reuters, que foi assinada por Joseph Tsai, cofundador do Alibaba que também assumiu o cargo de chairman, conforme planejado, no domingo.

"Após cuidadosa consideração, o conselho do Alibaba respeitou e aceitou a decisão de Daniel e nomeou Eddie como presidente interino e CEO do Cloud Intelligence Group, com efeito imediato".

Zhang continuará a contribuir com o Alibaba "canalizando sua experiência de forma diferente", acrescentou a carta, dizendo que o Alibaba investirá 1 bilhão de dólares em um fundo de tecnologia que Zhang estabelecerá.

Continua após a publicidade

(Reportagem de Brenda Goh)

Deixe seu comentário

Só para assinantes