Índice europeu de açoes fecha no maior nível em duas semanas

Por Ankika Biswas e Bansari Mayur Kamdar

(Reuters) - Os mercados acionários da Europa avançaram nesta quinta-feira, liderados pelos setores imobiliário e de tecnologia. Os negócios foram impulsionados por crescente otimismo de que os bancos centrais podem já ter chegado ao ápice do ciclo de alta nos juros, depois que Estados Unidos e Reino Unido mantiveram suas taxas inalteradas esta semana.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 1,6%, atingindo maior nível em duas semanas, a 443,47 pontos.

O FTSE 100, do Reino Unido, subiu 1,4% depois que o Banco da Inglaterra manteve as taxas de juros em um pico de 15 anos.

"O Banco da Inglaterra pode ter mantido as taxas em espera, mas estamos vendo os primeiros sinais de resistência, com os mercados financeiros começando a precificar cortes nas taxas para 2024", disse James Smith, economista de mercados desenvolvidos da ING Economics.

"Acreditamos que os investidores estão certos em pensar dessa forma e esperamos o primeiro corte em meados do próximo ano."

As ações do setor imobiliário subiram 5,2%, liderando os ganhos setoriais, enquanto o setor de tecnologia subiu 2,7%.

Dados mostraram que a atividade manufatureira da zona do euro desacelerou novamente no mês passado,com a contração do volume de novos pedidos em uma das taxas mais acentuadas desde 1997. E o desemprego alemão aumentou mais do que o esperado em outubro, mostrando algumas rachaduras em um mercado de trabalho que, de outra forma, seria resiliente.

A Shell subiu 4,2%, após divulgar lucro em linha com o esperado para o terceiro trimestre, a 6,2 bilhões de dólares, e notícias de um programa de recompra de ações mais amplo.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes