Minério de ferro tem sessão morna com cautela de traders após alta dos preços

PEQUIM (Reuters) - Os preços do minério de ferro ficaram praticamente estáveis nesta segunda-feira, já que ganhos favorecidos por fundamentos saudáveis e estímulos foram parcialmente compensados pelos temores de uma possível supervisão governamental na China, principal mercado consumidor do minério, após a recente alta dos preços e a redução das margens do aço.

O minério de ferro mais negociado para janeiro na Dalian Commodity Exchange (DCE) da China terminou o dia quase estável em 925 iuanes (127,00 dólares) a tonelada.

O minério de ferro de referência de dezembro na Bolsa de Cingapura subiu 0,33%, a 123,35 dólares a tonelada.

Os preços do principal ingrediente da fabricação de aço encontraram apoio no fato de Pequim estar lançando mais estímulos para sustentar sua economia.

A China acelerará a emissão e o uso de títulos do governo, informou a agência de notícias estatal Xinhua no domingo, citando uma entrevista com o novo ministro das finanças, Lan Foan.

Isso vem após a aprovação, no final de outubro, de uma emissão de títulos soberanos no valor de 1 trilhão de iuanes e a aprovação de um projeto de lei para permitir que os governos locais antecipem parte de suas cotas de títulos de 2024.

Pequim emitiu 3,46 trilhões de iuanes, ou 91% do total anual, de títulos especiais nos primeiros nove meses de 2023.

Além disso, a perspectiva do fim das políticas monetárias mais rígidas ajudou a impulsionar o sentimento em todo o complexo de metais industriais, disseram analistas do banco ANZ em uma nota.

As autoridades chinesas normalmente intensificam a supervisão do mercado de minério de ferro após ganhos persistentes nos preços, sendo que a última medida foi tomada em setembro.

Continua após a publicidade

Os preços do minério de ferro geralmente enfrentam alguma pressão de baixa depois de o planejador estatal dizer que fortalecerá a supervisão dos mercados futuro e spot.

(Reportagem de Amy Lv e Dominique Patton)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes