S&P 500 e Nasdaq quebram série de ganhos após falas de Powell e leilão de Treasuries

Por Chuck Mikolajczak

(Reuters) - As ações dos Estados Unidos fecharam em baixa nesta quinta-feira, interrompendo as mais longas sequências de ganhos dos índices Nasdaq e do S&P 500 em dois anos, com os rendimentos dos Treasuries em alta após um leilão decepcionante de títulos de 30 anos e comentários do chair do Federal Reserve, Jerome Powell.

Powell disse que as autoridades do banco central norte-americano "não estão confiantes" de que a taxa de juros esteja alta o suficiente para controlar a inflação, e talvez não consiga muito mais ajuda com as melhorias na oferta de bens, serviços e mão de obra.

As ações haviam caído ligeiramente antes dos comentários de Powell, conforme os rendimentos subiam depois de um fraco leilão de 24 bilhões de dólares em Treasuries de 30 anos, com a demanda pela dívida em 2,24 vezes os títulos à venda.

O rendimento do Treasury de dez anos --referência global para decisões de investimento-- subia 12,40 pontos-base, a 4,632%.

O Dow Jones caiu 0,65%, para 33.891,94 pontos. O S&P 500 perdeu 0,81%, para 4.347,35 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,94%, para 13.521,45 pontos.

As baixas marcaram as maiores quedas percentuais em um dia para o S&P e o Nasdaq desde 26 de outubro, e a maior para o Dow Jones desde 27 de outubro.

A maioria dos operadores está apostando que o Fed manterá os juros inalterados este ano, mesmo após os comentários de Powell, mas agora vê cortes na taxa básica começando mais tarde em 2024, de acordo com a ferramenta FedWatch do grupo CME.

Todos os 11 principais setores do S&P 500 cederam, liderados por baixas nos setores de saúde e de consumo discricionário, com quedas de cerca de 2% cada.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes