Ações da China e de Hong Kong caem enquanto mercados aguardam mais medidas de estímulo

XANGAI (Reuters) - As ações da China caíram nesta sexta-feira, pressionadas por fabricantes de bebidas alcoólicas e de automóveis, enquanto analistas esperam por mais medidas de estímulo para ajudar a reanimar a economia e aumentar o apetite pelo risco.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou com queda de 0,73%, enquanto o índice de Xangai teve baixa de 0,47%. O índice Hang Seng, de Hong Kong, caiu 1,76%, registrando perdas de 2,6% na semana.

As ações do setor automotivo lideraram as quedas, caindo 3%, com a Chongqing Changan Auto Co perdendo 5,2%. O setor de bebidas alcoólicas ampliou seu declínio, com queda de 1,4%.

Apesar de uma melhora no sentimento, dados macroeconômicos mistos de outubro reafirmaram que a pressão macroeconômica persiste, disseram analistas do Morgan Stanley.

Para uma recuperação mais sustentável do sentimento do mercado e dos fluxos de fundos, outras medidas reflacionárias e esforços de reestruturação da dívida seriam fundamentais, acrescentaram os analistas.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,24%, a 32.568 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,76%, a 17.203 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,47%, a 3.038 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,73%, a 3.586 pontos.

Continua após a publicidade

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,72%, a 2.409 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,38%, a 16.682 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,91%, a 3.106 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,55%, a 6.976 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes