Secretário da Receita defende tributação mínima de 15% para multinacionais

BRASÍLIA (Reuters) - O secretário da Receita Federal, Robinson Barreirinhas, defendeu nesta quarta-feira a proposta de que países instituam uma tributação mínima de 15% sobre o lucro de empresas multinacionais, argumentando que essas companhias pagam menos que esse patamar no Brasil.

Em evento de celebração pelos 31 anos da Secretaria de Política Econômica, Barreirinhas afirmou que a medida é parte de um conjunto de ações da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para enfrentamento da erosão da base tributária dos países.

A Reuters antecipou neste mês que o Brasil está se preparando para adotar a tributação mínima de 15% sobre o lucro de empresas multinacionais, iniciativa que integra agenda do G20 para combater a evasão fiscal.