Petróleo sobe 2% com foco na Opep+ e queda de produção no Cazaquistão

Por Stephanie Kelly

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo fecharam em alta nesta terça-feira com a possibilidade de a Opep+ estender ou aprofundar os cortes de fornecimento, além de uma queda na produção de petróleo do Cazaquistão relacionada a uma tempestade.

Um dólar americano mais fraco também colaborou para a alta.

Os contratos futuros do petróleo Brent subiram 1,70 dólar, ou 2,1%, a 81,68 dólares por barril. O petróleo WTI ganhou 1,55 dólar, ou 2,1%, para encerrar a 76,41 dólares.

A Opep+, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados, incluindo a Rússia, devem realizar uma reunião ministerial on-line na quinta-feira, para discutir as metas de produção para 2024.

As negociações serão difíceis e é possível que haja uma prorrogação do acordo anterior, em vez de cortes mais profundos na produção, disseram quatro fontes da Opep+.

O mercado caiu na semana passada quando a Opep+ adiou a data original de sua reunião para resolver as diferenças nas metas de produção dos produtores africanos.

"Acreditamos que o foco principal do mercado está na continuação dos cortes voluntários adicionais da Arábia Saudita, de 1 milhão de barris por dia", disse Walt Chancellor, estrategista de energia do Macquarie, em uma nota.

"Acreditamos que uma extensão desses cortes para o segundo e terceiro trimestres de 2024 pode representar o limite para que essa reunião seja vista como altista."

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes