Brasil não deve participar de cotas da Opep+, caso ingresse no grupo, dizem fontes

RIO DE JANEIRO/BRASÍLIA (Reuters) - O Brasil não deve participar de sistema de cotas de produção da Opep+, que pode determinar cortes no fornecimento de petróleo, caso venha a ingressar no grupo de produtores, disseram três fontes com conhecimento à Reuters.

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, sinalizou nesta quinta-feira que o Brasil pode aceitar um convite para se juntar ao grupo de países produtores de petróleo Opep+, mas observou que uma equipe técnica do governo ainda avalia o documento recebido.

(Por Lisandra Paraguassu, Marta Nogueira e Rodrigo Viga Gaier; texto de Roberto Samora)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora