Deshnee Naidoo deixará cargo de CEO da Vale Base Metals em março

RIO DE JANEIRO (Reuters) -O Conselho Diretor da Vale Base Metals (VBM), subsidiária de metais básicos da Vale, iniciou processo para nomear um novo CEO, após Deshnee Naidoo decidir deixar a posição, o que ocorrerá em 31 de março, informou a companhia nesta sexta-feira.

O próximo CEO também ficará sediado em Toronto, no Canadá, adicionou a companhia, que tem planos de investir em dez anos cerca de 30 bilhões de dólares em projetos minerais estratégicos no Brasil, no Canadá e na Indonésia.

O objetivo é praticamente triplicar a produção de cobre para 900 mil toneladas por ano e quase duplicar a produção de níquel para 300 mil toneladas por ano, entre 160.000 e 175.000 toneladas.

O presidente do Conselho Diretor da VBM, Mark Cutifani, afirmou em nota que Naidoo "foi fundamental em liderar a empresa durante a separação do negócio ao longo deste ano, o que preparou a empresa para um crescimento com criação de valor nos próximos anos".

"Para as nossas operações de produção e projetos de desenvolvimento, o nosso foco continua sendo a melhoria do negócio", disse Cutifani.

Naidoo afirmou, também em nota, que "agora é o momento certo para passar o cargo a um sucessor que levará o negócio para a próxima fase de crescimento".

A VBM não deu um prazo para anunciar o novo CEO.

(Por Marta Nogueira e Arunima Kumar; edição de Letícia Fucuchima e Pedro Fonseca)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes