Wall St tem resultados divergentes após dado de emprego indicar desaceleração da economia

Wall Street encerrou com resultados mistos nesta terça-feira, depois que novos dados sobre emprego dos Estados Unidos reforçaram apostas de que o Federal Reserve reduzirá a taxa de juros já em março.

As empresas mais valiosas de Wall Street subiram à medida que os rendimentos dos Treasuries caíam para os menores níveis em vários meses. Nvidia e Apple avançaram mais de 2%, enquanto Amazon.com e Tesla ganharam mais de 1%.

A maioria dos índices setoriais do S&P 500 terminaram em baixa depois de dados terem mostrado que as vagas de emprego nos EUA caíram em outubro para o nível mais baixo desde o início de 2021, indicando que o mercado de trabalho está em desaceleração.

"À medida que a taxa de juros sobe e a demanda desacelera, as empresas estão fechando vagas de emprego, o que é essencialmente o que o Fed pretende", disse Sam Stovall, estrategista-chefe de investimentos da CFRA Research.

“O Fed provavelmente já parou de aumentar os juros, e a única questão pendente é quando eles começarão a cortar”, disse Stovall.

O Dow Jones  caiu 0,22%, para 36.124,56 pontos. O S&P 500 teve variação negativa de 0,06%, para 4.567,18 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq subiu 0,31%, para 14.229,91 pontos. 

Dos 11 índices setoriais do S&P 500, oito caíram, liderados pelo de energia, com queda de 1,7%, seguido pelo de materiais com perdas de 1,37% .

Investidores do mercado de ações esperam amplamente que o Fed mantenha a taxa básica inalterada na sua reunião da próxima semana. Os futuros de juros também sugerem uma probabilidade de 65% de um corte nos custos de empréstimos até a reunião de março do Fed, de acordo com a ferramenta FedWatch do grupo CME.

(Por Noel Randewich e Amruta Khandekar)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes