Pedidos semanais de auxílio-desemprego nos EUA têm leve alta

WASHINGTON (Reuters) - O número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego aumentou menos do que o esperado na semana passada, enquanto o mercado de trabalho continua a desacelerar gradualmente em meio ao arrefecimento da demanda.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego aumentaram em 1.000 na semana encerrada em 2 de dezembro, para 220.000 em dado com ajuste sazonal, informou o Departamento do Trabalho nesta quinta-feira. Economistas consultados pela Reuters previam 222.000 pedidos para a última semana.

Os dados de auxílio-desemprego são voláteis nessa época do ano por causa dos feriados, o que dificulta a obtenção de um sinal claro sobre o mercado de trabalho.

No entanto, o mercado de trabalho está desacelerando, com o governo informando esta semana que havia 1,34 vaga de emprego para cada pessoa desempregada em outubro, o menor número desde agosto de 2021. A demanda por mão de obra está esfriando em conjunto com a economia, diante da taxa de juros mais alta.

Um relatório separado da empresa global de recolocação Challenger, Gray & Christmas nesta quinta-feira mostrou que os empregadores sediados nos EUA anunciaram 45.510 cortes de funcionários em novembro, um aumento de 24% em relação a outubro. Mas as demissões planejadas caíram 41% em comparação com o ano anterior.

O afrouxamento das condições do mercado de trabalho, juntamente com a queda da inflação, levou os mercados financeiros a concluírem que o Federal Reserve provavelmente não aumentará mais os juros no ciclo atual. Os mercados financeiros estão prevendo um corte já no primeiro trimestre, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group.

A expectativa é de que o banco central dos EUA deixe os juros inalterados na próxima quarta-feira. Desde março de 2022, o Fed aumentou sua taxa básica em 525 pontos-base, para a faixa atual de 5,25% a 5,50%.

Os dados dos pedidos de auxílio-desemprego não têm relação com o relatório de emprego de novembro, que será divulgado na sexta-feira, pois estão fora do período da pesquisa.

A expectativa em pesquisa da Reuters é que tenham sido abertas 180.000 vagas de emprego fora do setor agrícola em novembro, impulsionada pelo retorno de cerca de 25.300 membros do sindicato United Auto Workers em greve.

Continua após a publicidade

(Reportagem de Lucia Mutikani)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes