Petróleo sobe quase 2% com embarcações redirecionadas após ataques no Mar Vermelho

HOUSTON (Reuters) - O preço do petróleo subiu quase 2% nesta segunda-feira, com investidores preocupados com interrupções no comércio marítimo e nos custos de fornecimento após o grupo houthi, alinhado com o Irã e baseado no Iêmen, atacar navios no Mar Vermelho.

Uma embarcação norueguesa foi atacada no Mar Vermelho nesta segunda-feira, e a petrolífera BP disse que havia interrompido temporariamente todo o trânsito pelo local. Outras empresas de transporte marítimo disseram durante o final de semana que evitariam a rota.

Os futuros do petróleo Brent fecharam em alta de 1,40 dólar, ou 1,8%, a 77,95 dólares por barril, enquanto o petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI) dos EUA subiu 1,04 dólar, ou 1,5%, para 72,47 dólares. Ambos os contratos de referência subiram quase 3 dólares mais cedo na sessão.

"Há agora o aumento nos custos de fornecimento a ser considerado, à medida que um número crescente de petroleiros interrompe todas as viagens pelo estreito do Mar Vermelho", disse Fawad Razaqzada, analista de mercado da StoneX.

Cerca de 15% do tráfego marítimo mundial transita pelo Canal de Suez, a rota marítima mais curta entre a Europa e a Ásia. O mercado de seguros marítimos de Londres ampliou a área no Mar Vermelho considerada de alto risco nesta segunda-feira, aumentando os prêmios pagos pelas embarcações.

(Reportagem de Arathy Somasekhar e Georgina McCartney, em Houston; Alex Lawler, em Londres; reportagem adicional de Florence Tan e Emily Chow)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes