Brasil cresce 8,4 GW em capacidade instalada de energia em 2023, diz ministério

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil expandiu em 8,4 gigawatts (GW) sua capacidade instalada de energia elétrica em 2023, com novas usinas das fontes renováveis eólica e solar correspondendo a 90,4% do crescimento, informou o Ministério de Minas e Energia nesta terça-feira.

Segundo a pasta, a matriz elétrica brasileira alcançou 196,6 GW ao final deste ano, sendo que as fontes de geração renovável (hidrelétricas, eólicas, fotovoltaicas e térmicas a biomassa) somam 83,6% do total.

No ranking de Estados com maior participação na expansão, destacaram-se Rio Grande do Norte, Minas Gerais e Bahia, com cerca de 2 gigawatts (GW) de nova potência adicionada em cada um.

O forte crescimento das renováveis no Nordeste e em Minas Gerais, principalmente Estado para a fonte solar fotovoltaica, tem feito com que o país reforce sua rede de transmissão de energia para os centros de carga do Sudeste e Sul.

Após uma bateria de leilões de transmissão entre este ano e março de 2024, com oferta de projetos que somam mais de 50 bilhões de reais em investimentos, o governo avalia a necessidade de um novo bipolo de transmissão para escoar energia, um empreendimento que pode ir a leilão em 2025 ou 2026.

Outra vertente que seguiu em crescimento acelerado neste ano foi a micro e minigeração distribuída, usinas solares de até 5 MW instaladas em telhados, fachadas e terrenos que servem ao consumo de energia do próprio local.

Segundo o ministério, a modalidade de geração própria de energia fotovoltaica chegou a 24,4 GW de capacidade instalada em 2023, já representando cerca de 11% da geração de energia elétrica no país.

(Por Letícia Fucuchima)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes