Economia da Alemanha ficará, na melhor das hipóteses, estagnada no 1º trimestre, alerta BC

(Reuters) - A economia da Alemanha ficará, na melhor das hipóteses, estagnada no primeiro trimestre enquanto a inflação poderá desacelerar sensivelmente no início do ano, informou o banco central do país em um relatório econômico mensal nesta sexta-feira.

A economia alemã sofreu uma contração de 0,3% em 2023 e a demanda fraca por bens em seu vasto setor manufatureiro está segurando as expectativas, pesando sobre todo o bloco monetário de 20 países.

"Em suma, o desempenho econômico alemão poderia, na melhor das hipóteses, estagnar no primeiro trimestre de 2024", disse o Bundesbank.

A demanda externa está fraca, os custos mais altos dos empréstimos reduzem os investimentos, especialmente na construção residencial, enquanto a incerteza sobre a direção futura das políticas fiscais e climáticas também pesa sobre a atividade, disse o banco central.

Embora o mercado de trabalho permaneça apertado pelos padrões históricos, os consumidores continuam cautelosos em seus gastos, acrescentou o banco.

A zona do euro está agora em seu sexto trimestre consecutivo de estagnação ou desempenho negativo, e a recuperação há muito esperada continua difícil de ser alcançada.

Uma pesquisa publicada pelo Banco Central Europeu nesta sexta-feira prevê que o bloco terá uma expansão de apenas 0,6% este ano, menos da metade de seu crescimento potencial.

O Bundesbank também disse que a inflação pode cair rapidamente no início do ano, principalmente por causa do efeito de base, já que as leituras altas são eliminadas dos números do ano anterior.

(Reportagem de Balazs Koranyi)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes