Fundo Amazônia tem R$3 bilhões disponíveis para projetos, diz BNDES

BRASÍLIA (Reuters) - O Fundo Amazônia tem atualmente 3 bilhões de reais disponíveis para investimentos em projetos, com 2,2 bilhões já em estudo de liberação e 800 milhões ainda sem pedidos, afirmou nesta quinta-feira a diretora Socioambiental do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Tereza Campello.

Em entrevista coletiva para fazer um balanço do Fundo, Campello afirmou ainda que outros 3,1 bilhões de reais foram anunciados por possíveis doadores, sendo 2,4 bilhões de reais apenas dos Estados Unidos.

O secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente, João Paulo Capobianco, disse na entrevista que o fato de o Brasil ter avançado no combate ao desmatamento durante o governo Lula habilita o país a atuar na busca por novas doações.

Segundo ele, vários países têm manifestado interesse em colaborar com o Fundo Amazônia, ampliando o leque de doadores.

Criado em 2008, o Fundo Amazônia é composto por doações internacionais, como dos governos da Noruega e da Alemanha, com o objetivo de usar os recursos em projetos que viabilizem a preservação da floresta amazônica, apontada como fundamental para impedir os efeitos mais catastróficos das mudanças climáticas.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes