Japão não está mais em deflação e tendência de alta de salários é forte, diz ministro das Finanças

TÓQUIO (Reuters) - A economia do Japão não está mais em deflação, e uma forte tendência de aumento de salários está ocorrendo, disse o ministro das Finanças japonês, Shunichi Suzuki, na sexta-feira (horário local).

Os formuladores de política, incluindo o primeiro-ministro Fumio Kishida e Suzuki, disseram repetidamente nos últimos dias que o país ainda não estava em condições de declarar uma saída sólida da deflação.

O governo mobilizará todas as medidas disponíveis para dar continuidade ao impulso positivo sobre os salários, disse Suzuki, recusando-se a comentar sobre as medidas de política monetária do Banco do Japão em sua reunião que ocorrerá na próxima semana.